A família la riso

Queremos trazer a magia que o palhaço transporta em contextos de fragilidade e no encontro com outros seres humanos. Desencadeando processos transformadores e libertadores o jogo do palhaço está, aqui, para contrariar uma lógica de carências e necessidades, onde muitas vezes outras soluções são ineficazes.

O Palhaço vive e propõe um novo olhar sobre o mundo a cada brincadeira e, com ele, um mergulho positivo e profundo nas emoções e na autenticidade do ser. Tendo como missão provocar pelo menos um sorriso por dia os nossos projetos pretendem chegar a quem mais precisa, trazendo afeto e humor ao seu dia-a-dia!
Com foco no público sénior o projeto “A Família La Riso” traz sorrisos aos lares e instituições da terceira idade de Portugal.

A Família La Riso

_H8A0594

Bem-Me-Queres La Riso é uma senhorita entusiasta. Adora passear pela cidade visto que mora no campo desde tenra idade. Solteira de opção, romântica de coração, derrete-se com a mais simples rima.
Sempre atenta às colheitas e à época de plantio, ama ocupar-se do seu jardim e do cheirinho a terra fresca. Tem sempre um conselho à mão, faça chuva ou faça sol.
O grande passatempo são as grandes viagens onde visita todas as capitais em busca dos achados mais na moda. Adora organizar festas, bailaricos e chás de convívio.

Apaixonada pela música popular toca várias modinhas na sua concertina e quem sabe dá dois ou três passinhos de dança quando se proporciona.

IMG_8337

Ela é uma menina senhora que vive a vida numa alegre “urgência” por saber que o tempo lá vai e a vida é um fio.
É uma Menina senhora de encantos tamanhos, passa as suas manhãs há beira de águas do rio. Lavando roupas de criança, toalhas de altar, véus de noivado, pedaços de sonhos.
De braços ao léu, olhos em brasa, junto do rio a cantarolar “larai lai lai lai” vão de certo encontrar Albertina La Riso.
Uma menina senhora de vários cantares e se por esses rios passares de certo ireis ouvir falar que para além de lavadeira, ela é também uma simpática e amorosa beijoqueira. Não perde uma oportunidade para cerrar os lábios repetidamente para a formosa acção, Muah!

_H8A3696

José Alberto Fernando, rapaz bem parecido, chegando mesmo a ser lindo, 1.90 quando salta e que bem que ele salta. É ligeiramente vaidoso, adora olhar-se ao espelho, porque está convencido que é dos rapazes mais bonitos. Gosta muito de cantar e sobretudo de dançar, pois tem como sonho, tornar-se bailarino profissional nos bailes de S. João. 

clementina

Bem-Me-Queres La Riso é uma senhorita entusiasta. Adora passear pela cidade visto que mora no campo desde tenra idade. Solteira de opção, romântica de coração, derrete-se com a mais simples rima.
Sempre atenta às colheitas e à época de plantio, ama ocupar-se do seu jardim e do cheirinho a terra fresca. Tem sempre um conselho à mão, faça chuva ou faça sol.
O grande passatempo são as grandes viagens onde visita todas as capitais em busca dos achados mais na moda. Adora organizar festas, bailaricos e chás de convívio.

Apaixonada pela música popular toca várias modinhas na sua concertina e quem sabe dá dois ou três passinhos de dança quando se proporciona.

Ela é uma menina senhora que vive a vida numa alegre “urgência” por saber que o tempo lá vai e a vida é um fio.
É uma Menina senhora de encantos tamanhos, passa as suas manhãs há beira de águas do rio. Lavando roupas de criança, toalhas de altar, véus de noivado, pedaços de sonhos.
De braços ao léu, olhos em brasa, junto do rio a cantarolar “larai lai lai lai” vão de certo encontrar Albertina La Riso.
Uma menina senhora de vários cantares e se por esses rios passares de certo ireis ouvir falar que para além de lavadeira, ela é também uma simpática e amorosa beijoqueira. Não perde uma oportunidade para cerrar os lábios repetidamente para a formosa acção, Muah!

José Alberto Fernando, rapaz bem parecido, chegando mesmo a ser lindo, 1.90 quando salta e que bem que ele salta. É ligeiramente vaidoso, adora olhar-se ao espelho, porque está convencido que é dos rapazes mais bonitos. Gosta muito de cantar e sobretudo de dançar, pois tem como sonho, tornar-se bailarino profissional nos bailes de S. João. 

Eu sou a Clementina, Clementina La Riso. Moro no nº 33 da rua das flores, e tenho um trabalho muito importante. Sou Porteira. Uma espécia de dona de casa, mas do prédio inteiro. Faço um pouco de tudo, recebo as cartas e encomendas, vou buscar a fruta e o pão. Faço os recados quando estão doentes. Tenho muitos vizinhos e amigos e sei tudo sobre toda a gente. Rego as flores dos canteiros, deixo tudo limpinho e a cheirar bem.

Faço muita coisa, tomar conta de um prédio dá muito trabalho, mas também tenho tempo livre. Gosto de colecionar e desenhar. Coleciono chaves, mas também outras antiguidades. Coleciono brinquedos, selos e botões. Eu guardo recordações.

A Família La Riso é uma família especial. Vem “de todo o mundo e de todas as partes” com um único objetivo: visitar os seus queridos familiares! Para isto percorrem lares e centros de dia alegrando a tarde de quem os recebe.
Neste projeto o público idoso é quem beneficia da passagem desta família de palhaços, cujo trabalho é assente não apenas em animar o serão mas sobretudo, em potenciar funções cognitivas, sensoriais e físicas.
Aqui, trabalhamos no sentido de complementar a ação dos profissionais de saúde e de trazer outras possibilidades de intervenção.
O público-alvo são pessoas em sistema de internamento ou semi-internamento, dando prioridade às que se encontram em situação de maior isolamento e vulnerabilidade. Mas a nossa ação estende-se também aos técnicos, assistentes e auxiliares, assim como aos familiares que pontualmente se encontrem nos estabelecimentos.

Entre em contacto

Contribua para tornar as nossas visitas possíveis!

NIB: PT50 0033 0000 4531 5359 6330 5